O MARKETING DE GUERRILHA PELA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NAS PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS BRASILEIRAS

Joyce Rocha Nobre, Karine Monteiro da Fonseca, Marcelo Tadeu Monteiro Freitas

Resumo


O marketing é constantemente utilizado dentro das organizações como ferramenta estratégica, e foi criado para atender as suas próprias necessidades e desejos do público em um ambiente chamado mercado. Com o marketing de guerrilha não é diferente, este é um modelo estratégico criado e desenvolvido para vencer seus concorrentes no seu próprio território, empregando criatividades sem limites a baixos orçamentos, buscando visibilidade e interatividade com o público-alvo, com a finalidade de gerar grandes resultados, também para empresas de pequeno e médio porte, potencializando os processos de inovação, com o designo de atingir às necessidades de pertencimento dos colaboradores e clientes adeptos a mudanças para aumentar o poder da empresa para com os seus concorrentes e consumidores finais. Dessa forma, este artigo tem por problemática demonstrar como é possível a inserção do marketing de guerrilha pela tecnologia da informação por pequenas e médias empresas no meio empresarial brasileiro.

Palavras-chave


Marketing de Guerrilha; Tecnologia da Informação; Pequenas e Médias empresas.

Texto completo:

PDF

Referências


AIRES, Leandro Quintella. Marketing de Guerrilha: uma vantagem competitiva. Monografia à obtenção do grau de especialista em Gestão estratégica de Vendas e Negociação. Universidade Cândido Mendes, Pós-graduação “LATO SENSU”. Rio de Janeiro/RJ, 2011, p. 11.

ALBERTIN, Alberto Luiz; ALBERTIN, Rosa Maria de Moura. Benefícios do uso de tecnologia de informação para o desempenho empresarial. 2008, p. 278 – 280; 284 – 285.

ANDREASI, Diego Luis Pereira. Marketing de guerrilha: um estudo sobre o uso de estratégias de marketing baixo custo para pequenas empresas. Revista Eletrônica da Toledo Presidente Prudente. ETIC – Encontro de Iniciação Científica. SP, 2012, Ed. 8, v.8, p.3.

BUENO, Aline Colombo. et. al. Marketing de guerrilha: estratégia para pequenas empresas. Revista Conexão Eletrônica, Três Lagoas, MS, 2015, v.12, n.1, p. 364 – 374.

BRANDAO, Eduardo Rangel. Publicidade online, ergonomia e usabilidade: o efeito de seis tipos de banner no processo humano de visualização do formato do anúncio na tela do computador e de lembrança da sua mensagem. 2006, p. 134 – 135. Pontifícia Universidade Católica Do Rio De Janeiro – PUC-RIO –

Dissertação De Mestrado.

BRASIL. Ciência e Tecnologia. Pesquisa revela que mais de 100 milhões de brasileiros acessam a internet. 2016. Por Portal Brasil, publicado em 13 de Set.. 2016.

CARMO, Deisiane Ribeiro do; SANTANA, Lídia Chagas de; TRIGO, Antonio Carrera. A valorização do capital humano nas organizações: um estudo de R & B Comercial. Revista de Iniciação Científica – RIC Cairu. Jun. 2015, V. 2, n. 2, p. 142, ISSN 2258-1166.

CARNEIRO, Aline do Monte. et. al. As práticas do Marketing de Guerrilha: estudo de caso na empresa distribuidora de combustível em Picos. Anais do EITEC. v. 3, n. 2. Picos, PI. Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Piauí, 2014, p. 111.

COTTI DE MIRANDA, Álvaro Luiz. O marketing de guerrilha sob a ótica dos profissionais das agências de propaganda em Belo Horizonte – MG. 2015, p. 31. Universidade FUMEC – Faculdade De Ciências Empresariais FACE/FUMEC – Mestrado em Administração.

CRAWSHAW, Renata. Espelho da Beleza: uma novidade que tem tudo a ver com você. 2014.

GIL, Antonio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. Ed. São Paulo. Editora Atlas S.A. 2007, cap. 4, p. 42.

GOMES, Carla Renata Correia. O composto de marketing como ferramenta estratégica da empresa Flávio Hair & Make Up. Monografia apresentada para conclusão do curso de Administração do UniCEUB – Centro Universitário de Brasília.Brasília/ DF, novembro de 2009, p. 18; 20.

KAMLOT, Daniel; FONSECA, Cristiano Rabello Pádua Da. Marketing de Guerrilha: Teoria, Prática e Casos de Sucesso. IV Encontro de Marketing da ANPAD. Florianópolis/SC, 23 a 25 de maio de 2010, p. 2; 12.

KOTLER, Philip. Marketing: edição compacta. São Paulo. Editora Atlas S.A., 1995 – parte 1, p. 29 – 34; 48 – 49; 75; 380.

LEVINSON, J. C. Marketing de Guerrilha: táticas e armas para obter grandes lucros com pequenas e médias empresas. São Paulo: Best Seller, 2. ed., 1989.

LEVINSON, Jay Conrad; RUBIN, Charles. Marketing de guerrilha online: como ganhar dinheiro na internet. São Paulo. Best Seller, 1997, cap. 1, p. 10 – 29; 251.

MAIA, Andréa Karinne Albuquerque. Mais com menos: Marketing de Guerrilha, uma alternativa à publicidade tradicional. 2012, p. 2 – 6. Artigo apresentado na divisão

temática – Publicidade e Propaganda XIV Congresso de Ciências da Comunicação na Região Nordeste.

MARCONI, Marina de Andrade; LAKATOS, Eva Maria. Fundamentos de metodologia científica. 5. Ed. São Paulo. Editora Atlas S.A., 2003, cap. 10, p. 224 – 225.

MAZZINGHY, Ariádine Morgan. O uso de ferramentas do marketing digital para o crescimento competitivo das empresas: links patrocinados, facebook, twitter e email marketing. 2014, p. 232 – 233. Trabalho de Conclusão de Curso UFPB – Universidade Federal da Paraíba.

PEREIRA, Carlos de Brito; TOLEDO, Geraldo Luciano; TOLEDO, Luciano Augusto. Considerações sobre o conceito de marketing: teoria e prática gerencial. O&S Organizações e Sociedade. Salvador, BA, 2009, v. 16, n. 50, p. 521.

PINHO, Gonçalo. Marketing de Guerrilha: uma mais-valia para as marcas no mercado português. Projecto de Mestrado em Gestão. ISCTE BUSINESS SCHOOL Instituto Universitário de Lisboa. 2010, p. 40; 42;46.

PONTO FRIO. Pinguim do Ponto frio ganha vida na TV. 2015.

PORTAL DOS FRANQUEADOS. Os 4 os do marketing: acelerando suas vendas.

ROSSETI, Adroaldo Guimarães; MORALES, Aran Bey Tcholakian. O papel da tecnologia da informação na gestão do conhecimento. Brasília, v. 36, n. 1, p. 127, jan./abr. 2007.

ROCHA, Sibila; GHISLENI, Taís S.; ARIZAGA, Nanthala B. Marketing de guerrilha: estratégias presentes nas ações do crossfox. 2009, p. 118. Trabalho de Conclusão de Curso – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2009.

ROMÃO, Maria da Glória Maraschin; ARAUJO, Tatiane Regina Petrillo Pires de. Retenção de capital intelectual no setor de tecnologia da informação de Brasília – DF. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso – Administração do Centro Universitário de Brasília – UniCEUB.

SANTOS, Joyce Maria; ATHAYDE, Andréia. A ética nas ações de Marketing de

Guerrilha. 2008, p. 2 – 4.

SANTOS, Lígia Lima. O marketing de guerrilha como ferramenta de posicionamento da marca. 2010, p. 12. Monografia – Universidade de Taubaté –

UNITAU.

SIMON, Cris. 6 ações de marketing de guerrilha que deram o que falar: intervenções urbanas inusitadas impactam público diretamente e se destacam (para o bem e para o mal). 2016.

SILVA, Pedro Henrique Oliveira Da. Análise da utilização dos 4’PS em uma empresa de TI. Monografia apresentada à Faculdade de Tecnologia e Ciências Sociais

Aplicadas da UniCEUB – Centro Universitário de Brasília. Brasília/DF, Junho de 2010, p. 14;16.

SOUZA, Ludmilla. Pesquisa indica que 43% dos internautas fizeram mais compras online este ano. 2017.

W3haus. Crioula: espelhos do racismo. Disponível em: Acesso em 19 Mar. 2018.

YOUTUBE. Esta vaga não é sua nem por um minuto! 2013. Disponível em: Acesso em 16 de Mar. 2018.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Joyce Rocha Nobre, Karine Monteiro da Fonseca, Marcelo Tadeu Monteiro Freitas

Revista Cientifica da Faccaci

ISSN 2594-6455